Espaço de reflexão sobre a vida e tudo o que dá vida, evidenciando fecundidade plena. Lugar aberto a propostas como desejos de decisões para um Mundo sempre mais Humano!
Domingo, 6 de Maio de 2007
2007, Maio, 6 - Dia da Mãe!

 

Mãe, sempre!

 

Hoje, dia grande, com valor,

Celebramos a vida maternal;

A marca indelével do amor,

A mulher ternurenta, sem igual.

 

A fé, a verdade e a justiça

São legados teus, como farol!

Sempre que as trevas nos assolam

És a estrela-luz, tu és o sol!

 

Mostras que amar é acolher.

Colocas em mim o mel e o sal.

Com olhar singelo, de candura,

Atenta estás ao perigo e ao mal.

 

Mesmo quando a vida é sofrer,

Assumes, por amor, esse sentir.

Pulsa em ti teu forte querer,

Ansiando o futuro a construir.

 

Por tudo o que és e de ti tenho,

Te sinto alguém como ninguém.

Inculcas em mim muito de ti;

És referência, sempre, minha mãe!

 

2007/Maio/06, Dia da Mãe. * JD

 

 



publicado por jodi às 20:40
link do post | comentar | favorito
|

12 comentários:
De Ana M a 7 de Maio de 2007 às 11:11
Parabéns a todas as mães do mundo, em particular à minha que é "the special one"...
Beijos


De Claudia a 7 de Maio de 2007 às 12:11
Muito bonito! Dia especial este! Li e senti como se fosse para mim! Pois também sou mãe! E foi a melhor coisa que me aconteceu na vida!
Beijos a todas as mães!


De Teresa a 7 de Maio de 2007 às 15:52
Zé, és, sem quaquer dúvida, um homem de grande sensibilidade! O poema que dedicas à tua mãe é um texto repleto de reflexão e de decisões. Tenho a certeza que o que se infere da tua escrita é oriundo do teu profundo ser! Que delícia é ter-te como amigo e sentir que te empenhas nas amizades sem pensares em ti mas penasndo sempre nos outros, nos mais débeis, nos mais carentes, nos que precisam de uma voz ou um ouvido.
Obrigada, amigo.



De aspasialisboa@hotmail.com a 7 de Maio de 2007 às 16:11
JODI

VI O SEU SIMPATICO COMENT. JÁ LÁ PEDI DESCULPA DE NAO O TER PREVENIDO AQUI. ESTAVA PARA FAZE-LO QDO ALGO SE METEU...COLOQUEI LÁ O SEU LINK DE PERFIL, E PENSEI TER FEITO AQUI O INVERSO, MAS PELOS VISTOS FALHEI.

EMBORA BASTANTE ATRASADO FICA AQUI O LINK PARA O POST ONDE SURGE O SEU POEMA. TALVEZ AQUI ALGUNS SEUS AMIGOS QUEIRAM PASSAR...

ENQUANTO HOUVE TEMPO Nº 1 (http://o-jardim-de-aspasia.blogspot.com/2007/04/enquanto-houve-tempo-n-1.html)

QTO A ENTRAR NA ANTIGA CASA DA PATROA Mª JOÃO, ACHO Q BASTARÁ PEDIR-LHE UMA CÓPIA DA CHAVE...

UMA BOA SEMANA

ABRAÇO


De ASPÁSIA a 7 de Maio de 2007 às 16:15
PELOS VISTOS AQUI O HTML NAO DEVE FUNCIONAR COMO NO BLOGSPOT... TERA DE COPIAR E PASTAR...


De aspásia a 7 de Maio de 2007 às 16:17
E PARABÉNS PELO POEMA... ESTÁ MAGNÍFICO!


De Maria Julia a 7 de Maio de 2007 às 23:28
Eu tenho dois filhos espectaculares...
Só eles me lembram que eu tenho um grande privilégio... sou mãe. E só quem é MÃE sabe sentir todo um conjunto de sentimentos... mas o amor domina tudo e todos .
Mas antes de tudo ... sou mãe.
Gostei muito daquilo que li
Júlia Casal


De Maria Joao a 12 de Maio de 2007 às 10:41
Bom dia, Zé

Só agora li o comentário que fizeste no Jardim de Aspásia.
Antes de "fechar" o blog, publiquei um post do qual retirei o seguinte excerto. Lê-o e vê quão injusto foste ao afirmar que TE tinha vedado a entrada.
"...Por isso, quem pretender revisitá-lo, poderá fazê-lo, bastando para tal que me envie para o e-mail (mjgmbs@gmail.com), o seu username do blogger. Colocá-lo-ei na lista de visitantes e... pronto! Basta, depois, introduzir a respectiva password e entrar. :-)
Entrem, sentem-se confortavelmente, oiçam música, sorriam, chorem... façam o que vos apetecer porque a casa é vossa. :-)
Beijo grande a todos*"


De jodi a 12 de Maio de 2007 às 17:43
Olá MJ!
Que surpresa agradável em ter aqui um comentário teu!
Mesmo contendo "um puxão de orelhas" é bom "ver-te" por aqui!
De facto não tenho tempo para andar assiduamente a visitar blogs. Lamento portanto não ter visto a informação que agora me dás, indicando que irias condicionar o acesso.
A este podes vir sempre que desejares. Se vieres mais algumas conseguirás honrar-me com comentários como eu fiz no teu quando esteve escancarado.
Terás com certeza razões para o restringires. Se um dia eu vislumbrar razão forte para proceder com tu, terei a preocupação de te enviar um mail a comunicar-te o facto e a convidar-te.
Com amizade,
Jodi


De Fatima a 16 de Maio de 2007 às 16:55
Ola Como sempre ...escreves sempre a palavra certa para o momento certo!!!Obrigada pelo poema lindo que dedicas a todas que sao maes .. bjs amigaveis


fatima g.


De Maria Rosario a 31 de Maio de 2007 às 22:29
Ola Amigo...só hoje visitei o teu blog....

Como sempre uma alma grande do tamanho do mundo, com os olhos atentos e cheios de ternura...como mae agradeço palavras deslumbrantes, como mulher agradeço um coração cheio de carinho e respeito....

Bjo
E continua sempre assim....faltam no mundo pessoas assim....


Comentar post

Mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Natal Feliz para todos!

Votos de Santo e Feliz Na...

Bênção das Pastas 2008

Salvé 20 de Abril

Aconteceu há 50 anos

Dia Mundial da Poesia

Tempo de perdão!

"Dia de S. Valentim"

Salvé 2008!

Mais uma mensagem

Arquivos

Dezembro 2009

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Favoritos

UMA AMIZADE

Poema à vida!

Dia da Mulher

Veja também...
Observadores:
Favoritos

UMA AMIZADE

Poema à vida!

Dia da Mulher

Visitante número...
blogs SAPO
subscrever feeds